Satisfação ou Obrigação?

 

Trabalho. Palavra simples, mas com várias definições. “Ora, porque várias definições? Trabalho é trabalho”. Eu afirmaria em concordância essa frase, porém, um pouco de experiência profissional e pessoal me revelaram outra realidade.

O trabalho não é só simplesmente aquele local onde te faz levantar as 06h00min da manhã, tomar um café rápido e se despedir brevemente de sua família, antes de encarar um trânsito de mais de 10 km de congestionamento na principal via de acesso da cidade. Algumas horas no trânsito te faz perceber isso. Tantas pessoas, tantas vidas ali paradas, esperando o que? Obviamente que é uma saída daquele caos que se instalou por toda a via, mas, o que elas esperam obter? Aonde estão indo? Seja no trabalho, na escola. O que as motiva?

Imagem

Dinheiro, experiência, solução, vários são os motivos, muitas tem como o trabalho a maior motivação para obter esses itens, só que, entretanto quando estão lá, se sentem infelizes, se sentem mal. Talvez pelo stress desenvolvido por toda a pressão que seu chefe e clientes te e oponham o drama desse mundo capitalista que nos obriga a fazer e querer sempre mais e mais e nunca estarem saciados.

Nesses momentos de desespero colocamos a culpa no nosso trabalho, que é chato, estressante, maçante, que nos deixa mais de 10 horas longe de nossa família. Algo que você faz somente pela necessidade de ter, e não pelo prazer de fazer simplesmente. Que bom seria se acordássemos toda manhã ecoando em pensamentos como: “Hoje vou trabalhar e me sinto ótimo por isso!”, é claro que muitas pessoas tem esse pensamento, mas uma grande parcela ainda pensa: “Hoje vou ter que ir para aquela merda de novo!”.

Imagem

O trabalho pode ser um mal necessário, mas que não necessariamente deve acabar com o nosso humor, com a nossa energia. Ele poderia pelo contrário, melhorar o nosso humor, nos tornar mais felizes, porque não?! É algo que deveríamos buscar, não só para melhorar nosso humor, mais para melhorar a nossa convivência com os colegas do trabalho, e não descontar nossas frustrações e stress na nossa família que nos espera em casa no final do dia. É uma tarefa árdua e difícil, mas na realidade cruel e mais verdadeira de todas…quem disse que ia ser fácil?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s