BLOG DESATIVADO

Olá Amigos (nem sei se alguém ainda acessa essa conta, mas enfim…), apenas para título de formalização informo que o domínio “viidaurbana.wordpress.com está desativado e não terá mais atualizações.

Depois de algum tempo postando meus devaneios por aqui transferi tudo para um domínio particular há pouco mais de 01 ano. (Sim demorei pra informar isso aqui). Sendo assim quem quiser continuar acompanhando as coisas que posto é só acessar:

http://www.urbanavida.com

Ainda vou deixar o blog usual caso algo aconteça com o meu domínio, porque é aquela velha história “seguro morreu de velho” então, o blog não terá mais posts (o que já não acontecia há mais de um ano) mas continuará funcional caso algo dê errado e volto ao bom e velho wordpress gratuito.

É isso meu povo! (to falando com as paredes), continuem acessando esse blog maroto de quem faz umas postagens demoradas mas vai tentar melhorar para 2017 (olha as promessas ai já).

Obrigado!

Hélio Santos (A vida Urbana)

Anúncios

Projeto 6 no 6 (Maio)

E por fim Maio Chegou!

Mais um mês se iniciando, mas contas para pagar, dia das mães chegando, você não sabendo o que comprar pra sua, mês das noivas, mês de Maria mãe do Senhor Jesus, mês que eu fico um ano mais velho e mais um mês de 6 on 6!

Pra que não sabe o que é o projeto 6 on 6 explico: nada mais é que um projeto fotográfico onde 6 blogueiros, postam 6 fotos, todo dia 06 de cada mês. E dessa vez o tema foi: “coisas que não vivo sem”. Vamos as fotos:

     

1 – Começando um dos meus maiores vícios e algo que definitivamente não vivo sem: HQ’s! Desde criança gostei muito de desenhos, vivia assistindo vários desenhos animados e tentava desenhar a cena que mais gostava, repeti isso durante anos. Depois que aprendi a ler acabei juntando dois hábitos em um só: ver desenhos que sempre gostava e a leitura. Desde então tenho comprados revistas sempre que posso. Tinha uma coleção maior, hoje está bem menor, mas sempre que tenho a chance estou com gibi na mão. Essa é só uma amostra da coleção que tenho.

2 – Está ai uma das coisas que não vivo sem mesmo. Livros! Demorei mais tempo que a maioria das crianças da minha idade para aprender a ler, mas depois que aprendi foi como se um mundo totalmente novo se abrisse pra mim. Desde então leio de tudo, desde anúncio em Outdoor, até bula de remédio.

3 – Amigos! Como viver sem eles? Pessoas tão diferentes, mas que se identificam de uma forma tão bacana que é difícil de explicar. Ainda mais quando essa amizade é fortalecida pela fé.

4 – Dispensa muitos comentários. Só dizer que família é família, e com certeza sem eles eu não viveria. A base da minha vida, são responsáveis pela pessoa que sou hoje e sempre serão prioridade na minha vida.

5 – A música, assim como a leitura e desenhos sempre fizeram parte da minha vida, sou de uma família amante de música, de todo tipo, de todo gosto, bem  ecléticos. Com certeza muitas músicas marcaram e ainda marcam diferentes momentos da minha vida, e dizem muito sobre quem eu sou. Uma pequena amostra da minha playlist que está sendo reformulada. Ultimamente estou numa vibe de música Nacionais. Super indico o álbum do Alexandre Nero. Cara canta muito.

6 – E por fim, mas não menos importante uma das coisas que estou fazendo bastante ultimamente é ficar horas e horas “navegando”, ainda mais agora com essa reformulação no blog, estou pesquisando bastante e tentando aprender cada vez mais. E é claro não posso esquecer do meu café amigo e companheiro, ainda mais com esse tempo frio que vem chegando nada melhor que uma bebida quente pra esquentar!

E esse foi o 6 on 6 de Maio, espero que gostem e curtam e compartilhem com todos! Ah, não esqueçam de visitar o blogs das meninas que estão envolvidas comigo nesse projeto, os links abaixo:

Bárbara: www.cafecombabis.com.br
Mila: http://rainhadodrama.com
Bianca: www.apenascoisinhas.com
Karol: www.infinitanowhere.com
Marianne: http://meninadepalavra.com

Reforma no blog!

E vamos de reforma.

E vamos de reforma.

Não sei alguém percebeu mas sim, não estão acontecendo postagens novas no blog. É pois é, me tornei mais preguiçoso do que eu já sou. Não mentira, só estou passando por uma crise de meia idade #sqn.

Na verdade, é mais um momento de mudança, reforma e criar vergonha na cara, acho que mais de vergonha na cara e lhes explico o porque. Desde que criei o blog, meu intuito sempre foi dividir pensamentos, experiências, ideias e opiniões que eu tenho sobre vários assuntos e fatos. E como por muitas vezes nós nos deixamos ser levamos pelo nosso dia a dia corrido e frenético, onde “não temos tempo para nada” assim não parando pra observar quanta coisa interessante e bonita acontece a nossa volta, eu acho que deixei isso de lado também.

Sempre tive isso em mente de mostrar esse lado que as pessoas não veem da nossa vida urbana e louca, só que no decorrer dessa minha “missão” percebi que comecei a falhar nisso, e também me deixei ser levado por essa rotina, o que é normal, já que vivo nesse mundo louco como todos. Porém isso não ajudou muito e comecei a perceber que como muitos blogueiros estava escrevendo por escrever, por muitas vezes escrevendo assuntos cujos os quais eu não tinha muito interesse mais estava falando apenas por “estar na boca de tudo mundo naquele momento”. As vezes falar sobre esses assuntos realmente  funciona, mas na maioria das vezes não, e demorei pra perceber isso. Aliás, não percebi isso, tive que escutar isso de outra pessoa pra perceber a cagada que tava fazendo. E Deus como eu agradeço por isso.

É claro, não vou negar, alguns acontecimentos nada legais na minha vida aconteceram nesses últimos meses que dificultaram minhas postagens e ideias sobre o blog. Tudo isso combinado com a minha paranoia de fazer as coisas certinhas (que por sinal muitas vezes não saem) eu resolvi tirar o time de campo e repensar tudo isso. Sobre o blog, sobre o que eu quero realmente com tudo isso, pois escrever tem sido uma experiência ótima de auto-conhecimento e reflexão sobre vários pontos da minha vida e da sociedade que vivo. E perder isso é como perder uma parte de mim, parar não é uma opção.

Enfim, o que to querendo dizer com tudo isso é meio parecido com que já disse em um post no ano passado, la no começo do blog, aonde eu tinha um problema sério de disposição e de manter regularidade no blog. Hoje o problema é meio parecido, com a diferença de que consegui essa regularidade no blog, mas acabei perdendo algo essencial e muito importante para um portal de conteúdo: qualidade. Qualidade essa que estou vendo como um dos focos da reforma do blog. Não vou entrar em maior detalhes agora porque logo estarei postando tudo sobre o assunto aqui. Só espero que tenha pessoas para lerem isso quando realmente for publicado rs.

Espero que esse dia tenha sido aproveitado por todos, tanto pra mim que criei coragem de postar algo aqui explicando o que ta havendo e pra você ai que ficou o feriado bebendo, dormindo, limpando a casa, conseguiu fazer seu filho arrumar a bagunça do quarto ou estudando freneticamente pra prova filha da mãe daquele professor de matemática mala.

É isso, até a próxima urbanos!

Dia da água ou dia do descaso?

fonte: google/divulgação

fonte: google/divulgação

Exatamente um ano atrás escrevi um texto sobre a água e sua importância nas nossas vidas e como necessitamos desse bem tão precioso que é a água, e que é tão desperdiçado.  Entra ano e sai ano continuamos com os mesmos dilemas, que temos que diminuir o desperdício de água, saber utilizar de maneira consciente, buscar fontes de energias alternativas que não sejam a água e blá, blá.

A questão que todos nós já vivenciamos essas palavras desde a infância, você se lembra quando a “Tia” entregava aqueles folhetos explicando sobre como uma lavagem de carro é suficiente pra uma família de quatro pessoas tomar banho por dias? Pois é…tenho certeza que as crianças de hoje ainda continuam tendo o mesmo tipo de informação. O problema é que hoje, muitos já sabem o que é ficar sem água.

A forte crise hídrica, que quase todas as regiões do Brasil têm passado, mostra claramente como o país é ineficiente em campanhas de conscientização, como a população não tem percepção de que sim, um dia a água no nosso planeta pode acabar. E existem também um elemento que particularmente no estado de São Paulo tem causado certos “burburinhos” em meio aos políticos do estado.

Há mais de 10 anos pesquisadores exibiram em estudo mostrando que em algum período entre 2014 e 2015 haveria uma grande estiagem de água em boa parte do estado de São Paulo. Até então os reservatórios viviam cheios, com uma alta vazão, as chuvas frequentes, enfim nada com que se preocupar. Dez anos se passaram e as pesquisas comprovaram o que o Governo daquela época (que ainda permanece quase que o mesmo) ignorou. Uma grande estiagem de chuvas por quase todo o estado, deixando cidades inteiras e as mais populosas do país à beira da seca. Muito foi especulado, se o governo tinha total responsabilidade ou não, uma vez que foi alertado. Mas no fim, como todos sabemos, nada foi feito.

fonte: google/divulgação

fonte: google/divulgação

Essa era uma situação que poderia ser evitada, uma vez sabendo de tal problemas medidas poderiam ter sido feitas para que toda essa crise que passamos agora fosse amenizada da melhor forma possível. O Brasil é um dos poucos países em quase todo o mundo que ainda utiliza quase que majotariamente do uso da água para geração de energia elétrica. Muitos países já utilizam formas alternativas para criação de energia, muitas delas vêm de fontes renováveis e limpas, contribuindo para a preservação de todo o meio ambiente. Existem até usinas de energia eólica no nordeste do país que estão prontas há anos mais que não funcionam pois não tem uma estrutura adequada para a transmissão da energia que ali poderá ser gerada.

Todas essas situações, complicações e descaso em relação a coisas tão preciosas, como a água, energia elétrica, tão essências para a nossa sobrevivência são totalmente descuidadas e más administradas e planejadas. O poder público que nitidamente não sabe o que está fazendo, a população que não se preocupa com essas questões e por sua vez não cobra as devidas providências que precisam ser tomadas e mais uma vez nos mantendo nesse ciclo vicioso de só reclamar e reclamar e achar que as coisas são assim e nunca vão mudar. A resposta é nítida, só muda se assim nós população quisermos e pressionarmos, pois para pedir impeachment é muito simples, mas para cobrar medidas que realmente contribuam a todos: “ah pra que? Não vou ganhar nada com isso”, nunca ou raramente são feitos.

A culpa é de quem?

Fonte: divulgação/google

Fonte: divulgação/google

Na verdade eu não ia publicar esse texto aqui, ficou apenas uma parte no facebook, porque achie que ia acabar misturando muito o que penso de fato e o que quero que o blog transmita. Uma opinião mais imparcial do que a minha. Maspensando bem, eu coloco muito da minha opinião aqui e não tem como separar totalmente uma coisa da outra e ainda sobre o tema falado, dificilmente você terá uma opinião imparcial e o blog nada mais serve para mostrar minhas opiniões e aquilo que penso sobre diversos assuntos.

Acho super justo, democrático e bonito manifestações que ocorrem contra momentos de opressão a população. Manifestações tem o intuito de mostrar aos opressores, que os oprimidos não são tão bobos assim como eles pensam. Apesar disso, os manifestantes devem ter clareza naquilo que manifestam para não se contradizerem e nem perderem força em seu protesto.  Nas últimas manifestações pelo país todo no último domingo, foi um pedido claro de mudança, de reorganização já do nosso governo. O que considero totalmente absurdo é o fato de tudo de errado que acontece no nosso país é responsabilidade do presidente da republica. Como se ele fosse o único auto de todos os problemas que acontecem na sua vida. Seja você rico ou pobre, negro ou branco, estudante ou trabalhar, gay ou hétero, tudo é culpa da Dilma, a moda é essa.

Não acredito nisso mas, a impressão que as vezes tenho é que ninguém parou pra pensar que o problema Corrupção existe muito antes de muitas pessoas terem nascido e que vai continuar existindo, pois um problema como esse não se mata da noite pro dia. Concordo que os inúmeros escândalos acontecidos nos últimos só maximizaram toda essa situação, mas achar que o PT é o único responsável ou é ignorância demais ou é não querer enxergar a verdade diante dos olhos.

Fica a dica pra galera alienada (Fonte: divulgação/Google)

Fica a dica pra galera alienada (Fonte: divulgação/Google)

Essa “guerra” instalada pelas redes sociais, pelas ruas, pelos vizinhos, amigos, colegas de trabalho de quem está certo ou errado, de esquerdista ou de direita, é e muitas vezes infantil, pois simplesmente não leva a nada. Não muda em nada a situação do país. Há mais de 20 anos atrás de reclamava de partidos como PSDB, PMDB que deitavam e rolavam nos comandos públicos, roubaram durante anos e o povo se conformou com tal situação até que deu um basta com as diretas já. Anos depois é a fez do PT partido então dos trabalhadores, que foi bem por muitos anos e agora acaba caindo no mesmo rumo em que muitos partidos já caíram. O que é errado claro mais não é menos comum no nosso país.

Anos atrás me via leviano ao assunto política mas com o tempo fui tomando consciência do “ser politizado” e ter o mínimo de noção do que ocorre no nosso país. E com isso percebi que existe um motivo claro de termos prefeitos, governadores, deputados, senadores e presidentes. É que CADA UM TEM SUA FUNÇÃO. E cada um TEM SUA RESPONSABILIDADE. Nem sempre o problema que ocorre em um município é de responsabilidade do estado, e nem sempre um problema que ocorre no estado é de responsabilidade do governo (Alô, alô seu Geraldo cadê a água do povo? – E o vento levou foi?).

Não estou aqui diminuindo a culpa de ninguém, nem repassando para outros, mas porque não administrar a responsabilidade devida a quem merece? A quem cabe esse dever? Caro amigo cidadão brasileiro, abre esses olhinhos e pare de concordar com tudo que a Rede Globo fala, pesquise, se informe, se oriente e tome noção das coisas. Não estou aqui defendo partido ou presidente, eles tem sua responsabilidade e serão cobrados por seus atos, bons ou ruins. Cabe a nós cobrarmos iniciativas que funcionem e busquem melhorias do nosso povo e não apenas brigas e manifestações com faixas de intervenção militar (o que diga-se de passagem É CRIME). A saída de Dilma é totalmente absurda pelos simples fato de que juridicamente ela não fez nada que prejudicasse da forma como fez Fernando Collor. O que devemos pedir/cobrar e exigir é ações eficazes, medidas que realmente façam que todos os impostos que pagamos ano após ano sejam realmente aplicados aonde merecem ser, com a gente!

Gabriel O Pensador divulgou recentemente uma música que faz total sentido a atual situação ilustrando um pouco essa questão de que as coisas devem ser feitas independente se é de esquerda ou direita, todos tem suas obrigações e devem cumpridas e feitas.

Mudando um pouco…

Fonte: Divulgação/Google

Fonte: Divulgação/Google

Hey urbanos!

Pequena noticia para dar hoje. Como de costume e já informei em um posto aqui:

https://urbanaviida.wordpress.com/2015/01/21/programacao-2015/

Fiz uma pequena programação para as postagens ficarem mais frequentes ao longo do ano. Porém, a vida, as pessoas e o nosso tempo livre também.

Dito isso, só queria anunciar que as postagens antes feitas todas as quartas-feiras serão alteradas para as Quintas-feiras. Sim Lombarde para as Quintas-feiras! Digamos que seja uma pequena experiência e que acredito que seja melhor e mais proveitoso para mim e para as pessoas que aqui “perdem” alguns minutos de suas vidas.

Bem, é isso. Semana que vem programação nova!

Noite tuurma!

A guerra do feminismo continua…

Fonte: Divulgação/Google

Fonte: Divulgação/Google

“Não, sexo frágil jamais. Sexo encantador, sexo delicado, que deve ser amado, agraciado, mimado, mas não muito, pois mimo demais a deixa ainda mais exigente. E se você não é daqueles que sabe ser agradável todo tempo, não será o certo para ela. E acima de tudo, sexo que deve ser RESPEITADO.

A luta foi grande, e ainda é, para ter o mesmo reconhecimento e merecimento que o sexo oposto tem na sociedade, mas muito já foi conquistado. E mesmo que tudo seja conquistado, só ira confirmar algo que os homens mais sensatos e as mulheres mais sábias já sabem há séculos: a mulher é o sexo forte.”

Esse é o trecho de um texto que escrevi no blog há um ano atrás, que você pode ler aqui: https://urbanaviida.wordpress.com/2014/03/11/porque-mulher/

Muito se mudou nesse tempo, e muita coisa claro ainda permanece a mesma. Relendo meu texto sobre o dia internacional da mulher, percebi o quanto ele estava genérico e apesar de gostar da maioria dos textos que escrevo, vi nesse, que acabei apenas escrevendo mais do mesmo, não que a minha visão sobre o assunto era errada ou generalizada mais de certa forma não tinha nada que eu consideraria original, ou que nunca tinha visto algo semelhante em outro blog, matéria no jornal, post no facebook, etc. E com isso pensei que todos estamos ficando fadados a ter esses pensamentos em uma data que se torna cada vez mais importante e polêmica na sociedade, quando na verdade ela deveria ser bem mais do que “mais do mesmo”. Com textos, artigos, matérias, propagandas sobre o quanto a mulher é especial, mas que ao mesmo tempo mostram uma visão mais frágil e com os mesmo esteriótipos que teimam em continuar.

Pois hoje, mais do que nunca as mulheres lutam por igualdade e da mesma forma nunca se viu tanta represálias com isso. As vezes tenho a impressão de que é um mix de quem pode mais, um braço de ferro que não tem ganhadores, digo isso me referenciando aos extremistas que não sabem dosar de ambos os lados (feministas e machistas) o quanto levar o tema ao nível que não deveria prejudica e só torna a discussão banal, mas infelizmente isso é presente. Pessoas que dizem que mulheres devem ser sim submissas aos homens e ponto final, outras que consideram que todos os homens do mundo deveriam deixar de existir e outros absurdos que encontramos facilmente por aí.

É claro que em toda “guerra” tem o lado do meio termo, a galera que defende os verdadeiros ideias de uma forma mais coesa e tenta equilibrar essa balança, e é por essas pessoas que o dia da mulher deveria ser mais lembrado, pelas mulheres que sofrem e por aquelas que não sofrem mais sabem que abraçar a causa é importante para inúmeras pessoas. E nós homens não machistas aonde ficamos nisso tudo? Tenho muita dúvida nessa “polêmica” toda. Pois por um lado assim como a galera GLS, que apesar de não sofrer diretamente com o preconceito apoiam e protestam junto, também acho que os homens que são realmente conscientes sobre o feminismo também deveriam fazer o mesmo. Mas ainda por outro lado, obviamente eu sou homem e sendo tal, não sou capaz de mensurar todas as dificuldades, dramas, sentimentos, dores e desafios que as mulheres enfrentam, é abraçar algo que você não entende, mas está fazendo porque acha fofo ou porque tudo mundo também está fazendo, e penso eu, que não seja esse o objetivo. É além disso.

Tudo isso, sobre qual posição tomar é complicada, visto as inúmeras visões que temos dentro desse cenário, mas visando ter uma visão mais igual (e dar um desfecho descente a esse texto) vejo que a melhor saída é voltar ao que o feminismo já diz: igualdade. Simples assim, sermos iguais, sermos respeitados com nossos gostos, nossas vontades, nossas opções sexuais, classes sociais, etnias, doutrinas, é isso que nos faz sermos quem somos, é isso que nos faz sermos únicos. A partir do momento que não só a menoria mais a maioria entender certos conceitos e ideias como este, poderíamos enfim começar a fazer com que inúmeras utopias passem de ser sonhos e se tornarem de fatos realidade.